ABADESSA

 

 

    Madre M. Stephania dos Anjos Köbele             

I Abadessa no Brasil - Fundadora das Cistercienses no Brasil

 

   


 

 

Data de nascimento: 20 de outubro de 1887

 Data de falecimento: 18 de agosto de 1998 

Lema Abacial: “Per ipsum, et cum ipso, et in ipso.”

              (Por Ele, com Ele e n’Ele)

 

 

 

 

 

 

 

 

Madre M. Menna Graupner

(I Abadessa da Abadia Nossa Senhora Aparecida)

 

 

 

Data de nascimento: 12/03/1921

Vestição monástica: 24/08/1948

Profissão: 15/09/1949

Eleição: 29/11/1989

Benção Abacial: 30/11/1989

Renuncia: 04/2006

Data de Falecimento: 19/03/2008

Lema Abacial: “Utu Num Sit”

              Para que todos sejam um (Jo 17,21)

 

 

 

 

 

Madre M. Benigna Silva, O. Cist.

(II Abadessa da Abadia Nossa Senhora Aparecida)

Madre Emérita

 

 

 

Data de nascimento: 24/11/1964

 Ingresso no Mosteiro: 25/03/1984

 Vestição monástica: 07/04/1986

Profissão Simples: 25/03/1987 

Profissão Solene: 25/03/1990   

Priora Administradora: 27/04/2016 à 22/05/2007

Eleição: 28/05/2008               

Benção Abacial: 25/07/2008                                       

Renuncia: Renunciou por motivos de saúde em 19/03/2017

Lema Abacial: “Jesui per Mariam” 

                         (A Jesus por Maria)

 

 

Madre M. Elisabeth da Trindade, O. Cist. 

(III e atual Abadessa da Abadia Nossa Senhora Aparecida) 

                                 

 

                                          Data de nascimento: 19/12/1983

Ingresso no Mosteiro: 07/02/2004

Vestição monástica: 12/10/2004

Profissão Simples: 12/10/2005

Profissão Solene: 12/10/2008

Prioresa: 06/01/2015 à 18/03/2017

Eleição: 19/03/2017 – 21/03/2017

Benção Abacial: 03/06/2017

Lema Abacial“Faciem Tuam, Domine, Requiram”

   (Tua face, Senhor, eu busco)

 

 

BIOGRAFIA

Aradenes Alves Ferreira nasceu no dia 19 de dezembro de 1983, em Pedro II – PI, foi batizada em 13 de outubro de 1985, recebeu a Primeira Eucaristia em 23 de janeiro de 1994, aos 10 anos e o sacramento da crisma em 17 de novembro de 1998, aos 14 anos. Residiu com seus pais em Piripiri – PI até a data do seu ingresso no Mosteiro. Seus Pais, Antônio Alves Ferreira e Maria dos Milagres Alves Ferreira, tiveram quatro filhos, dos quais Aradenes foi a primeira a nascer. São seus irmãos: – Maria Natália Alves Ferreira, Francisco de Assis Alves Ferreira e Maria Emanuelle Alves Ferreira.

Aos 20 anos, no dia 07 de janeiro de 2004, Aradenes Alves Ferreira ingressou para a Vida Consagrada na Abadia Cisterciense de Nossa Senhora Aparecida, em Campo Grande – MS. Desde a sua entrada para o Postulantado colaborou na Obra Social Infantil Lar Nossa Senhora Aparecida.

Recebeu o Hábito da Ordem e iniciou o tempo de formação do Noviciado no dia 12 de outubro de 2004, momento em que passou a ser chamada pelo nome de Irmã Maria Elisabeth da Trindade, O. Cist., emitiu a sua Profissão Religiosa no dia 12 de outubro de 2005 e três anos depois, no dia 12 de outubro de 2008, com a idade de 24 anos, fez a sua Profissão Solene, desde então foi nomeada Orientadora Vocacional.

No dia 07 de julho de 2013, aos 28 anos, foi nomeada como Mestra de Noviças e no mesmo ano tornou-se Membro da Comissão de Intercâmbio Monástica e Cisterciense do Brasil. Auxiliou na formação dos Oblatos do Mosteiro e cursa teologia na Universidade Católica Dom Bosco. Foi nomeada Prioresa da Abadia, no dia 06 de janeiro de 2015, sendo auxiliar da II Abadessa, a Reverenda Madre Benigna, O. Cist., na condução da Comunidade Monástica.

No dia 19 de março de 2017 foi eleita Abadessa pela Comunidade da Abadia Cisterciense de Campo Grande – MS. Tendo aceitado a eleição, foi postulada, confirmada e instalada no Ofício Abacial no dia 21 de março pelo Abade Geral da Ordem Cisterciense e Pro-Presidente da Congregação Brasileira dos Cistercienses, o Reverendíssimo Dom Mauro-Giuseppe Lepori, O. Cist., e a sua Benção Abacial realizada no dia 03 de junho do mesmo ano.

 Madre Maria Elisabeth da Trindade, O. Cist., compreendendo sua existência e seu ofício como um ato de amor, como Membro do Corpo Místico de Cristo que é a Igreja – não alheia às realidades que envolvem o mundo, a sociedade e cada pessoa e numa experiência contemplativa – quer exercer seu serviço tendo Deus como Princípio e Fundamento e como significativa referência o contínuo mover-se na Aspiração pelo Encontro Definitivo com Ele.

Porque a Aspiração por Deus não corresponde jamais ao isolamento, uma vez que, se autêntica, não se expressa de forma alguma pela fuga da realidade, então pelo exercício concreto e diário da oração, do estudo e do trabalho, da vida fraterna em comunidade, da dedicação marcada pela verdade na caridade e pela atenção para com as necessidades de todos, indistintamente, a sua incumbência consistirá em Ser Testemunha da Presença de Deus.

Madre Maria Elisabeth da Trindade, O. Cist., III Abadessa da Abadia Nossa Senhora Aparecida, Campo Grande – MS, adota o itinerário discipular missionário que se faz pela doação com humildade e pelo trabalho para que Ele, o Deus das Misericórdias, seja adorado, amado, glorificado e servido, igualmente, seja Ele o Centro da sua Própria Existência e da Vida do Mosteiro. Portanto, consciente que a sua Missão é Ser Sinal de Unidade, Guia e Promotora da Escuta da Palavra e da Busca da Vontade de Deus, escolheu como Lema para o Serviço Abacial:

 

                             –“FACIEM TUAM, DOMINE, REQUIRAM”.

                                Tua Face, Senhor, Eu Busco. (Sl 26,8b) 

 

DESCRIÇÃO HERÁLDICA 

 

*Escudo Hieráldico,*Rosário,*Báculo,*Listel,

*Flor de Lis, *Lâmpada,*Faixa.

 

*ESCUDO: Escudo de forma de Oval, está dividido em três campos com cores diferentes com os elementos que constituem a forma artística e com elementos que formam o caminhar da Madre Abadessa como conduta e peregrinar no seu Abaciado.

*O ROSÁRIO: símbolo antigo usado apenas em brasões de abadessas. Além de ser algo que evoca a ação de Deus no ser da Virgem Santíssima, também lembra que a Abadia na qual a Abadessa fora eleita; tem como Patrona a Imaculada Conceição de Aparecida.

* FLOR DE LIS: É um dos símbolos que evocam e simbolizam  Maria; aqui, entretanto;   usado como  Símbolo da Ordem Cisterciense. A ordem nasceu na França, e o símbolo da França é a Flor de LIS;

*A FAIXA COM QUADRADOS,  é do escudo da Família de São  Bernardo de Claraval, maior expoente da Ordem Cisterciense.  Todos os Abades e Abadessas Cistercienses trazem em seus brasões.

* LÂMPADA: Simboliza e faz menção do próprio lema Abacial: "FACIEM, DÓMINE, REQUIRAM". (A tua Face Senhor, que Busco). Tem caráter de permanente vigilância na oração, no modo de vida, e no propósito abraçado pela Abadessa. Em contexto bíblico, remete a prudência e das Virgens Prudentes.

*BÁCULO: O Báculo Pastoral também sempre aparece nos Brasões Abaciais, quer das Abadessas ou dos Abades, pelo fato da própria condição canônica do SUI IURIS. O Báculo Pastoral remete ao cuidado daqueles que são confiados aos cuidados daquele que fora eleito. O Báculo Abacial traz logo embaixo da Voluta, um véu donde por antiga tradição era onde os Abades e Abadessas o seguravam, diferenciando assim do Báculo Episcopal.

*LISTEL:  Posto na parte inferior do Brasão de forma visível, portando nele o lema Abacial em latim: "FACIEM TUAM, DÓMINE, REQUIRAM" (Sl 26,8b) "Tua Face, Senhor, Eu Busco"! Ele porta toda a característica do caminho ministério Abacial escolhido pela Abadessa.

           

"FACIEM TUAM, DÓMINE, REQUIRAM"

 

Copyright © 2016 Mosteiro Cisterciense Nossa Senhora Aparecida.